Motofil junta-se aos players do setor da energias renováveis com a participação na WindEnergy

windenergy hamburg motofil

 

O crescimento da indústria das energias renováveis levou a Motofil estar presente na WindEnergy Hamburg, que decorreu entre os dias 25 a 28 de setembro, para mostrar as mais valias que as suas soluções podem trazer a este setor.

Ao longo dos últimos anos, a Motofil tem apostado numa melhoria e aumento da sua gama de soluções de automação para o setor das energias renováveis, nomeadamente associadas à montagem de torres eólicas e, atualmente, é considerado um forte parceiro nesta área. O crescimento desta indústria tanto a nível de políticas como de tecnologias também tem-se traduzido num aumento da procura de soluções produtivas, o que levou a Motofil a participar pela primeira vez na WindEnergy Hamburg (Alemanha), uma das maiores e mais importantes feiras do setor da energia eólica do mundo.

Sobre a importância desta feira para a estratégia da Motofil, Pedro Campos, Diretor Técnico da Motofil, afirma que “foi notório o grande investimento que os países, baseado em políticas de energia limpa, estão a fazer neste setor da energia do vento. Foi também evidente que a aposta neste setor já é transversal a todos os continentes. Fiquei duplamente animado porque este é um setor verde/verde, quero dizer, energia limpa e ainda no começo do seu desenvolvimento: novas tecnologias de armazenamento, novos conceitos de catar o vento, novos materiais… Os números também impressionam pelo crescimento previsto a 2 dígitos ao ano! Foi acertada esta presença da Motofil.”

A nível comercial, a WindEnergy “revelou-se uma boa surpresa, com players de nome na indústria a procurarem ativamente o nosso stand”, refere André Ferreira, Gestor Comercial da Motofil. “Tivemos a oportunidade para algum network com possíveis parceiros e até uma discussão técnica com um potencial cliente final asiático.”

A feira ficou marcada como sendo uma das mais ecléticas e dinâmicas por onde passámos e é com confiança que podemos dizer que vale a pena voltarmos na próxima edição, na qual esperamos continuar a contribuir para o desenvolvimento de soluções que promovam a sustentabilidade global.